Compartilhe o Blog CLIRC com seus amigos

sábado, 13 de agosto de 2011

Tristeza de mala na mão



Na minha alma há um doce casebre, casa humilde de morada da felicidade. Tristeza hoje chegou de mala na mão; disse não saber quando vai embora. A casa arrumada continua calma, mas com um ar esquisito, de erro que dói sem saber por quê.
A tristeza canta nas manhãs enquanto prepara aquele café quente, amargo, vivo. Ela chega até a esboçar um sorriso (impressão?). Parece ser uma querida moradora. Limpa o casebre, espana os retratos, tira um longo cochilo pelos sofás já rasgados, desgastados, perdidos com o tempo. Lava a roupa, cantarola em felicidade de Amélia. A felicidade fita recostada na porta: a tristeza é, realmente, uma boa companhia.

Heluane Aparecida Lemos de Souza

Imagem disponível em: http://3.bp.blogspot.com/-7SdZ07CBbWU/TZB63EPZzqI/AAAAAAAAAOs/ndc6wJwwCLE/s1600/porta.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós do CLIRC ficamos felizes e assim agradecemos por seu comentário!
Volte sempre que puder!
Obrigado!

Quem já passou por aqui