Compartilhe o Blog CLIRC com seus amigos

sábado, 13 de março de 2010

14 de Março - Dia Nacional da Poesia



Os ecos de 14 de março

Heluane Aparecida Lemos de Souza

Dia em que um silêncio ruidoso fala: o silêncio dos garranchos caprichados à luz do abajur, quando a idéia raia, suave e imperativa, nervosamente calma, na madrugada do ser...
...dia em que uma falsa estática age: palavras geram idéias, que geram ações, que geram a nós mesmos, que geramos novas palavras... tudo em uma fecundidade, uma maternidade, um ciclo de vida, de nascer e morrer, que gera toda a humanidade dentro de cada ser humano...
...dia em que as cores, ausência delas, ou sua soma, são a cor única da íris que observa cega e atentamente... um arco-íris que se arca, retornando ao olhar...
...dia em que os poetas comemoram essa desnecessidade tão vital que é criar com as palavras e permitir, festeira e caoticamente, às palavras criarem a eles mesmos.
Para comemorar este “Dia Nacional da Poesia”, o Centro Literário Rio Claro – CLIRC – distribuirá neste domingo, gratuitamente, no Jardim Público da Praça Central da cidade de Rio Claro – SP, 100 Antologias, estas que ruídam nossos silêncios, movimentam nossa estática, preenchem de cores nossas linhas imperfeitas...
Leia, escreva, declame, recite, participe. Ecoe esse 14 de março com versos brancos ou rimas.


4 comentários:

  1. É sempre bom ler um texto de sua autoria. Parabéns. Desejo felicidades. O Blog tem visual agradável e bom conteúdo. Abraço cordial a todos que o fazem.
    Quando puder e, se assim desejar visite os meus: jcostajr.blogspot.com e passaaregua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Costa! Agradeço imensamente.
    Também leio seus textos no Jornal Aquarius, e gosto muito. São muito criativos, parabéns para você também.
    Obrigada por visitar nosso blog. Os envolvidos o fazem com muito carinho e dedicação, e este reconhecimento é muito motivador.
    Visitaremos seus blogs!
    grande abraço,
    Heluane

    ResponderExcluir
  3. Êêêê... Luane!... bunitu, mas... não entendi chongas!.. Quique você quis dizer com "uma falsa estática"?... Seria "falsa estética"?... Bem... parabéns!... Adoro sua linguagem empolada e curvelínea... (...) Muito chique!

    ResponderExcluir
  4. Caro Anônimo(a) (vamos colocar um "A" maiúsculo para te dar um "nome próprio"),
    pensei em escrever tantas coisas nessa resposta, mas...de que valeria? Será que você compreenderia?
    Te respondo, então, com o meu silêncio...silêncio você consegue entender?

    Não espero, nem desejo, que goste do que escrevo. Críticas (pode procurar o significado dessa palavra também?)são sempre bem-vindas,mas respeito é condição sine qua non para isto.
    Te sugiro, então, que busque outras leituras. Por que perder tempo lendo coisas das quais não gosta? Exercite sua liberdade de escolha.
    Obrigada pela leitura!
    Heluane (não é difícil assinarmos o que escrevemos, é?)

    Eu nem ia postar nada, mas, seria uma "falsa ESTÁTICA", entende?

    ResponderExcluir

Nós do CLIRC ficamos felizes e assim agradecemos por seu comentário!
Volte sempre que puder!
Obrigado!

Quem já passou por aqui