Compartilhe o Blog CLIRC com seus amigos

domingo, 24 de janeiro de 2010

Cidatrópole




Noite vazia na mata de pedras
Rio Claro a noite é assim deserta
Noite vazia na selva de pedras
São Paulo assim não seria completa

Caminho sozinho dentre tantos vivos
Que jaz em seus leitos como se fossem mortos
Caminho por ruas sem qualquer vestígio
De almas penadas ou mortos vivos

Cidade pequena em altas horas
Torna-se o abrigo dos não vivos
Cidade grande a qualquer hora
Há gente na rua 24 horas

Aqui é tão lindo que mata o belo
O cinza de Sampa tem até um brilho
Por dentre ruas e avenidas afora
Encontro um abrigo, um amigo querido

Viver lá ou aqui, é um bom desafio
Do chato e do agito, sem medir sentidos
Sentir em suas veias a vida que corre
Mesmo que ela pare a noite por horas.

David L. Ferreira


Imagem disponível em: http://www.fotossaopaulo.com.br/galeria-de-fotos/fotos-interior-sp/Rio-Claro/Rio-Claro1.jpg



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós do CLIRC ficamos felizes e assim agradecemos por seu comentário!
Volte sempre que puder!
Obrigado!

Quem já passou por aqui